Torcendo pelos hermanos

Maradona na última grande conquista da Argentina

Maradona na última grande conquista da Argentina

Hoje Argentina e Uruguai duelam e, dependendo do resultado do jogo entre Chile e Equador, um dos dois pode ficar de fora da Copa da África do Sul.

Muitos brasileiros estão eufóricos com a possibilidade dos eternos rivais argentinos sucumbirem frente à Celeste e ficarem de fora da Copa do Mundo.

À parte daqueles que dizem que a Copa sem a Argentina não teria graça, tenho outro motivo para torcer pelos hermanos.

Tenhos alguns amigos argentinos que já me ajudaram ou simplesmente fizeram companhia para uma cerveja; conheci gente simpática, acolhedora e muito atenciosa tanto lá como aqui no Brasil.

O argentino é tão hospitaleiro como o brasileiro e não há aquela hostilidade que muitos insistem em acreditar.

Pelo contrário, os argentinos sempre me trataram como verdadeiros irmãos e uma forma minúscula de retribuir essa amizade será torcendo por eles contra o Uruguai.

Para falar a verdade, eu até acho que alguns brasileiro sim destratam os argentinos porque acabam não respeitando sua cultura e, em alguns casos, seu jeito um pouco mais reservado em alguns momentos.

Aliás, há uma frase que define bem, se não me engano de um jornalista portenho, algo como “o brasileiro ama odiar o argentino, e o argentino odeia amar o brasileiro”.

Creio que algumas poucas pessoas, sejam brasileiros ou argentinos, acabam  trazendo ao convívio social uma rivalidade tola que deveria existir só nos esportes, o que cria um sentimento de conflito e animosidade diferente do carinho compartilhado entre os países.

Para finalizar, em regra, pelos argentinos a suposta rivalidade que há entre as nações é levada tão-somente para o campo dos esportes e nada mais; e como tenho enorme simpatia e carinho por este povo, sei que quando o apito soar dando início à peleja, não conseguirei torcer contra o selecionado de Maradona.

Sei que para muitos brasileiros isso soa como traição, contudo, não será possível lutar contra meus sentimentos.

Por tudo isso, hoje, à partir das 19hs, abrirei um vinho argentino, envolto de cores azuis, ouvindo “la cumparsita” e gritando, Fuerza Argentina!

Anúncios

4 respostas em “Torcendo pelos hermanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s