O Natal

O Natal

Nem todo mundo é feliz no Natal

A cena é típica, o filho pergunta aos pais:

– Onde a gente vai passar o Natal?

A mãe responde:

– Este ano vamos passar o Natal na casa do vovô, filho.

Ela se refere ao vovô materno, claro.

O pai intervém:

– Vamos passar o Natal de novo na casa de seus pais?!

– Ué, eu pensei que já estivesse combinado…

– Combinado?! Há três Natais passamos lá, você nem me perguntou se eu queria ir para lá…

– Então, como já passamos os últimos Natais lá eu pensei que…

– Pensou que poderia decidir sem mim?!

– Não pensei que ia ficar ofendido…e aliás, foram os últimos quatro Natais…

– Eu não vou passar a porra de Natal nenhum com seus pais novamente!

E a criança se sentindo culpada por ter perguntado…

Se você não passou por isso, provavelmente um dia passará, seja como criança, pai, mãe ou avós…

Não dá para entender, as pessoas transformam momentos  que deveriam ser de confraternização, amizade e harmonia em guerra pessoal, apenas para agradarem a si mesmos…

Quando o Natal se aproxima, as pessoas ao invés de ficarem imbuídas de espírito de solidariedade, ficam extremamente egoístas e orgulhosas…

E pior, quando o relógio bate meia-noite, procuram uns aos outros para se abraçarem como se nada tivesse ocorrido nas últimas semanas…como se aquela tia não tivesse criado problema com a sobremesa, como se o cunhado tivesse pagado integralmente a ceia de Natal, como se a sogra de um não tivesse falado mal da sogra de outra.

Aliás, reunem-se no Natal comemoração em família, mas experimente não dar presente pra alguém para ver como a festa perde a graça…

E o amigo secreto então? Agora as pessoas escolhem os próprios presentes que querem ganhar…não seria mais fácil não fazer o amigo secreto e comprar o próprio presente? Ora, a finalidade do amigo secreto não é o presente, mas a brincadeira em si…o presente seria um pretexto para confraternizar…mas não, não para nós egoístas…

Fora a Ceia de Natal que não se mostra nada coerente com o clima tropical de nosso país! Peru, Pernil, Frutas Secas, devíamos comer coisas levas, frutas nacionais…

Para mim o Natal meio que perdeu a graça, minha família vive brigando, as pessoas só tratam como data mercantilista e descobri há dez ano que Papai Noel não existe…na verdade, o Natal tem se mostrado para mim uma grande presepada…

Anúncios

2 respostas em “O Natal

  1. Sorte a sua não ter nascido mulher…. Natal para mim sempre foi sinônimo de ver minha mãe, avó e tias trabalhando na cozinha o dia inteiro, vem a ceia (que dura 1h) e voltam ao trabalho de novo. O pior foi descobrir que existe uma certa solidariedade feminina e eu qdo crescida entrei nessa labuta tb. Mas a minha grande pergunta é: por que a comida do Natal tem que ser a comida para semana inteira? Pq a comida da véspera de Natal sempre sobra e lá vamos nós comer pernil, passas e pavês com a mesma frequência que vemos Roberto Carlos na Globo.

  2. Hahahahahahahahahhahaha. Quanto ao Natal não digo que é muito importante pra mim, pq não comemoramos oNatal na minha família por causa da religião (apesar de não sermos praticantes). Mas acho que quem comemora, tem que saber dividir com a pessoa que está ao lado. Entrar em um acordo que seja bom para os dois lados. Tipo, cada ano passa com a família de um. É um bom acordo. Pq tudo nessa vida é politicagem, e às vezes temos que praticá-la no relacionamento também, pra ficar bom pra ambos. Se não, acho que não da certo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s