A luz no fim do túnel

A luz não precisa ser no fim do túnel!

Não se preocupe que há sempre uma luz no fim do túnel e seus problemas se resolverão!

Quem já não escutou esta frase? Quem já não falou esta frase?

Seja para um amigo que perdeu o emprego, para alguém que tomou um fora da namorada ou até para aquele conhecido corintiano desiludido porque seu time não consegue vencer uma Libertadores!

A frase é típica para um fracassado ou para aquele que está sofrendo…aliás, nosso povo acostumou-se com isso, acostumou-se a dizer que a vida é assim, você passa a vida inteira por maus bocados, mas fique tranquilo que existe uma saída…ainda que ela nunca venha.

É engraçado também porque parece que é uma busca para a redenção final…algo como – “meu filho, você que sofreu a vida inteira, que se deu mal sempre que tentou se dar bem e que nunca conseguiu pegar a Lurdinha (aquela que todos seus amigos pegaram), agora encontrará a salvação!”

O cara não queria a salvação…ele queria a Lurdinha, pô!

Aliás, algumas pessoas brincam que a luz no fim do túnel é, na verdade, um caminhão de farol alto vindo na sua direção…

Não entendo porque ao invés de tentarmos acreditar que a vida está uma merda mas melhorará, não podemos fazer esses momentos difíceis se tornarem agradáveis.

Se o ser humano fosse menos materialista, menos egoísta e mais equilibrado, veria que até os momentos difíceis são passíveis de gargalhada, são muitas vezes benéficos para nossa vida.

Eu tiro esta lição de um amigo…

…ele vivia com excessos, comia muito e muita porcaria, dormia pouco, trabalhava excessivamente, gostava muito de uma cerveja e não suportava fazer exercício físicos.

Há algumas semanas descobriu que tinha diabetes, ou seja, teria que mudar radicalmente a alimentação, teria que diminuir sua cervejinha, teria que dar uma diminuída no ritmo do trabalho e o pior, teria que fazer exercícios físicos!

Perguntei para ele se não estava chateado e lancei uma frase parecida com “a luz no fi do túnel”, dizendo que isso seria mais no começo, para ele controlar oos níveis e que depois poderia voltar a seus excessos…só que com mais cuidados.

Ele reprovou meu comentário…disse que na verdade descobrir que era diabético foi ótimo para ele…afinal, nunca cuidara da sua saúde, nunca se preocupara com seus excessos e agora teria que ser muito mais equilibrado no trabalho.

– A diabetes veio no momento certo – disse ele e filosofou – como tudo na vida!

Ele aprendeu, tirou de uma notícia supostamente ruim seu lado positivo, sem ter que ficar sofrendo, esperando a luz no fim do túnel, afinal, não caminhamos num túnel escuro, mas sim num campo iluminado pela luz do Sol, é só querer enxergá-lo…

Anúncios

2 respostas em “A luz no fim do túnel

  1. Ótimo isso e concordo plenamente. As pessoas parecem que gostam de sofrer, e eu já fui assim. Mas aprendi que temos de aproveitar as oportunidades que a vida nos oferece, sejam elas boas ou ruins. De tudo se tira proveito. e realmente tem gente que precisa ficar doente pra se cuidar. Minha terapeuta fala que a doença é a cura. Entende isso? Que quando ficamos doentes, é um aviso de que precisamos olhar pra nós mesmos. E eu concordo plenamente com isso. A Luz no fim do túnel não existe. Nós é que enxergamos a vida com clareza ou não. Depende de cada um, está dentro de nós saber entender os problemas e resolvê-los da melhor maneira possível. E esse negócio de dizer que há uma luz no fim do túnel, pra mim é pra gente fraca.
    Bom, essa é minha opinião.
    Beijão Takinha…
    Adoro seu blog…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s