Bença, pai!

O respeito começa desde criança

Outro dia numa viagem curta pelo interior paulista presenciei uma cena que me remeteu à infância…

O filho de um conhecido meu que me hospedou despediu-se do pai na hora de dormir pedindo a benção.

– Benção, pai.

– Deus te abençoe, filho e boa noite.

Esse foi o diálogo.

Rememorei quando era pequeno e pedia, ao meu jeito pueril, a benção a meus pais:

– Bença, pai; bença, mãe!

Fiquei com saudades.

Não bastasse a saudade, refleti sobre as relações de pais e filhos de hoje em dia…e vi que mudaram muito.

Não estou pleiteando que se peça benção aos pais, muito menos que se reze antes da janta, mas, obviamente, hoje em dia falta respeito nessa relação.

Os filhos ocnfundem liberdade com falta de respeito e se consideram independentes aos 12, 13 anos…não querem dizer para onde vão, não ouvem os conselhos paternos e muitas vezes preferem deixar seus pais à margem de sua vida, como se não lhes dissesse respeito.

Ofensas aos pais então, hoje em dia é constante…é fácil ver filhos xingando pais e avós, respondo-lhes e contrariando tudo aquilo que pedem, muitas vezes só porque foi pedido pelos pais.

Não sou estudioso no assunto, mas me parece que a “bença” que hoje nem se passa pela cabeça dos filhos, podia voltar, talvez não dessa forma, mas sim como um “boa-noite, pai!”, apenas para demonstrar respeito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s