Felipe Melo, o protagonista!

É, agora é esperar 2014!

Felipe Melo veio para Copa do Mundo para ser apenas um coadjuvante, mas volta como protagonista desta precoce eliminação brasileira.

Desenvolto nas entrevistas e sempre seguro de si, Felipe Melo sempre demonstrou a autoconfiança que todo jogador mediano precisa ter para conseguir uma ponta de sucesso no futebol. No dia de hoje, o cabeça de área por vezes teve atitude de cabeça de bagre, uma pena.

Felipe Melo foi formado no Flamengo, time de Zico, e no começo do jogo, talvez inspirado pela aura rubro-negra do Galinho de Quintino, deu um passe à la Zico que cortou a zaga holandesa ao meio, como se abrisse uma laranja em dois e tal passe encontrou Robinho que com sua peculiar categoria marcou o tento brasileiro.

Um golaço, uma jogada de Zico, uma incrível e surpreendente jogada de Felipe Melo.

O Brasil foi melhor e talvez por má intenção da arbitragem que não deixou o jogo correr (um amigo comentou isso comigo e concordei com ele), não conseguiu matar o jogo no primeiro tempo.

Os times foram para o vestiário.

O Brasil voltou e no time Felipe Melo. Logo em sua primeira jogada no segundo tempo, tentou um calcanhar à la Zico novamente, mas daí se lembrou que era o Felipe Melo e não o Galinho. Errou. A Holanda quase fez seu gol. Atitude de cabeça de bagre!

Acho que este lance foi decisivo para o Felipe Melo perceber que ele era só um jogador mediano e a partir de então, resolveu ser protagonista de outra forma.

Bola na área brasileira, Júlio César grita que é dele, mas não…lá estava Felipe Melo para atrapalhá-lo e botar a bola para dentro do próprio gol. Atitude de cabeça de bagre!

Um tento a um.

Pouco depois, escanteio para Holanda, Kuyt desvia e a bola vem para área e quem aparece olhando o Snejder cabeçear? Felipe Melo! Atitude de cabeça de bagre!

Holanda dois a um!

No dia em que Dunga divulgou a lista para Copa, a fim de justificar sua convocação junto ao comentarista Paulo Vinícius Coelho, num bate-boca inusitado e desproporcional, Felipe Melo  dizia que com ele em campo a Seleção não havia perdido uma partida sequer.

Ele quis manter sua marca.

Pouco após o gol holandês, precisando de uma reação, Felipe Melo conseguiu o que tanto buscava nesta Copa, uma ridícula e infantil expulsão num pisão maldoso em cima de Robben…e ele ainda alega que nada fez, olvidando-se que a tecnologia nos mostra lance à lance hoje em dia. Atitude de cabeça de bagre!

Com isso, Felipe Melo manteve a marca de nunca ter terminado uma partida com derrota pela Seleção…ele saiu antes do fim do jogo e à francesa, quer dizer, no caso à holandesa…

A expulsão de Felipe Melo prejudicou a reação brasileira, até porque, Dunga teve medo de ser ousado…e ao invés de sacar Daniel Alvez, uma decepção, por exemplo, tirou o artilheiro Luis Fabiano para colocar o bom e pouco aproveitado Nilmar.

Dunga justificou a mudança pouco arriscada por causa da expulsão de Felipe Melo, O Protagonista!

Denominar essa Seleção como A Era Felipe Melo, como fizeram com Dunga em 1990 é muita injustiça…com Dunga!

Apesar de eu nunca ter sido um apreciador do estilo de jogo do hoje treinador brasileiro, é óbvio que Dunga era um grande jogador e está na lista dos maiores volantes que já passaram pela Seleção Canarinho.

Oxalá esta Seleção não seja a de Felipe Melo, espero que os bons jogadores sejam poupados de eventual massacre e que Felipe Melo, Josué, Gilberto, Gilberto Silva, Doni, Grafite, Júlio Baptista voltem para os seus clubes e continuem fazendo um grande trabalho como jogadores profissionais, mas pelo amor de Deus, que não voltem a ser convocados para a escrete verde-amarela!

Ao menos, mais um ciclo da Era Dunga acabou, o de treinador, assim espero…uma equipe vitoriosa em alguns torneios, mas que deixou escapar as Olimpíadas, mais uma vez, e não obteve o tão esperado êxito…mesmo sendo um time de cordeirinhos e sendo um rascunho do que é o verdadeiro futebol arte brasileiro!

Agora, até 2014!

Anúncios

3 respostas em “Felipe Melo, o protagonista!

  1. Espero não ter que contar com o cabeça de bagre, digo, Felipe “Melô” para 2014. Não queremos um novo desastre igual ao de 1950.
    Parabéns velhinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s