PRA VOCÊ LER DEPOIS 10 – Eu já te fiz chorar!

Pedro, meu filho, nesse pequeno período de convivência entre nós dois, eu já te fiz chorar, mesmo sem que tenhamos tido verdadeiro contato.

Vou desenvolver.

Durante sua gestação, não fui para sua mãe o companheiro que ela gostaria que eu fosse.

Não me entenda mal. Sou um cara difícil, com ideias esquisitas, um pouco contrárias ao senso comum, e isso tem me causado grande problemas, inclusive na minha relação com a sua mãe.

Creio que neste Carnaval foi a gota d´água para ela…eu queria encontrar com uns amigos no Rio de Janeiro…eu não iria, mas minha vontade de ir já a deixou triste demais porque ela queria que eu preferisse ficar com vocês e não ficasse com esta sanha de ir.

Enfim, brigamos feio só pela ideia de ir, e com isso, com raiva dela, eu fui, fiquei dois dias e voltei. A raiva não justifica a ida, nada justifica…foi um equívoco e tenho que arcar com as consequências de meus atos.

Não sei qual será nosso futuro, mas eu sei que com isso te fiz chorar também e peço desculpas aos dois.

Sei que sua mãe chorou muito, ficou tristíssima e não me quer perto dela e sei que isso afeta você também que está dentro da barriga dela.

Fui impulsivo, talvez idiota, magoei uma das pessoas que mais tenho amor nesta vida…além de te magoar também, meu filho.

Filho, desde já peço perdão a vocês dois pelo sofrimento que causei e tenho causado…espero que isso um dia não seja obstáculo para nossas relações porque eu realmente amo muito você.

Sei que há um abismo de divergências entre eu e sua mãe, pensamos muito diferente e temos tido problemas com isso, mas eu sei que é algo que podemos superar e criar você muito bem, estejamos juntos ou separados.

Mas eu precisava fazer este desabafo e te dizer como dói tanto saber que já te fiz chorar, sendo que você nem nasceu…é uma sensação horrorosa que terei que carregar pelo resto da minha vida, sem saber como lidar com ela…

É maior ainda que o remorso de um dia ter colocado uma bombinha de mil embaixo da cama de sua bisavó e quase ter matado a velha do coração, pra você ver como fiquei mal.

Oxalá um dia me perdoe, tomara que um dia me entenda…mas o mais importante, espero que me deixe sempre te amar, meu filho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s