AMOR NÃO CORRESPONDIDO

image

Todo mundo teve, tem ou terá um amor não correspondido, isso é um fato que se tem que aceitar. Aliás, é mais comum se deparar com um amor não correspondido que amor recíproco.

Amores não correspondidos podem ser de qualquer esfera, paterno, materno, de relação a dois, pelo animal de estimação e até, por que não, por celebridades.

Eu mesmo tenho, por exemplo, um amor impossível por uma celebridade que nunca será recíproco, nunca se entregará à mim: sou apaixonado por Billie Holiday e, por motivos óbvios, ela não vai me amar nunca.

Mas não a culpo, não fico bravo, decepcionado, muito menos rogo pragas, quero que ela seja feliz, esteja aonde estiver, pois simplesmente entendo, compreendo que não tem obrigação de me amar e assinto que não se apaixone pelo subscritor.

Ninguém mandou eu me encantar com sua voz rouca que mais parece um carinho em minha alma, nem ficar seduzido por duas trêmulas frases e muito menos me iludir com seus lábios perfeitamente desenhados para enlouquecer seus fãs. Ela jamais me prometeu amor, apenas as curvas poéticas de suas músicas me envolveram e, confuso, criei essa paixão.

Billie Holiday é o amor que eu queria, é o rascunho da relação que idealizei mas não foi devidamente escrita, é meu sentimento mais puro que não se concretizou, pois ela não conseguiu me amar, talvez não tenha tentado direito, talvez eu tenha errado também ou até não tenha sido o momento ideal para nos amarmos, até porque ela já não está entre nós há uns bons anos.

Embora eu tenha me iludido, não posso me queixar pois ela nunca me disse: “please, adore me”, como cantava em Blue Moon.

Mas admito que será difícil ver alguém ouvindo a Lady Day, ficarei enciumado, possesso, triste, mas não adianta, ela será amada por outrem e, quiçá, a ele corresponderá e eu não poderei fazer nada a não ser desejar que dê tudo certo, pois seu amor não me pertence.

Não tenho nem como ficar magoado com Billie Holiday, é impossível, pois ela tem essa aura sensacional que cativa as pessoas, comum entre os artistas, e pode estar certa, vou admirar para sempre e para sempre vou amar essa Diva por quem me apaixonei.

Mesmo que nunca tenha sido correspondido, ao menos saboreei como se fosse meu o seu amor e isso carregarei em segredo para eternidade.

Foi a trilha sonora mais linda que ouvi nos últimos tempos, mas até as trilhas sonoras têm um fim.

Agora, com licença, vou abrir a lista do Spotify, terei que procurar consolo entre outras vozes, Ella Fitzgerald, Nina Simone ou quem sabe Sarah Vaughan, não sei, mas sempre deixarei esse espaço reservado a Billie Holiday em meu coração, essa poesia inacabada dentro das minhas ilusões.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s