NÃO DEIXE O AMOR PASSAR POR VOCÊ

image

Imagem: milrabiscos.com

Esse é mais uma história de amor, podia ser minha, sua, de seu amiga, da sua ex, de algum familiar ou até de alguém que você só ouviu falar, de tão comum que é.

Ele a conheceu na casa de uns amigos, um encontro casual, sorrisos aqui, olhares ali, vinho rolando…

Ele já embriagado tentava se aproximar dela que ao mesmo tempo que o repelia, deixava sinais que estava interessada.

Fim de noite, ele lhe ofereceu carona, ela aceitou. Não sei bem ao certo, mas quem há quem diga que mesmo parado o carro passaria trafegar por uma estrada esburacada de tanto chacoalhões que ele realizava.

Foi amor à primeira…bom, não foi à primeira vista, interpretem como queiram.

Passaram a namorar. No começo foi tudo muito mágico, incrível, só que a intensidade dela passou a assustá-lo.

Achou que a afetividade que ela demonstrava era uma carência exagerada culpada de sei lá quem, sim, ele era psicólogo.

Ela levava na maior, numa boa, só o que queria dessa relação era estar ali, a seu lado.

Passaram a ter divergências.

Como ela o amava se mal se conheciam? Por que ele era meio frio às vezes? Qual o problema dela demonstrar afeto em público? Será que ela não entendia que ele precisava de espaço?

Essas pequenas divergências que as pessoas não sabem mais como resolver, resolvem até a fome no mundo, mas não conseguem se entender numa relação a dois.

Um dia ele pediu: “quero um tempo”.

Ela chorou.

Ele dizia que ela não precisava chorar. Ela não compreendia como ele achava isso…

Separaram.

Mas eles sempre mantinham contato. Ele adorava estar com ela. Ela ainda era apaixonada por ele.

Mas o tempo passou a afastá-los. A necessidade dela o esquecer também, e isso fez com que ele também a deixasse caminhar.

O último diálogo deles, dizem, foi:

– Você realmente não quer voltar? – ela o questionou.
– A gente já conversou sobre isso, não precisamos retomar, não acha?
– Discordo, quero ouvir de você que não quer mais e daí desapareço da sua vida.
– Mas pra que quer saber, oras?
– Porque ainda te amo!
– Ai, você e essa sua necessidade de amar.

Lágrimas. Mais uma vez ela chorou e sentenciou:

– Não precisa falar mais nada. Tchau. A gente se vê por aí.

Hoje ela pensa milhares de vezes antes de se entregar a alguém, quer muito amar, mas crê que as pessoas não estão mais dispostas a isso, então ela toca sua vida de acordo com as intenções, mas lamenta que esteja assim.

Hoje ele percebeu que encontrara não a pessoa perfeita, mas sim alguém pra conjugar o verbo ‘amar’ no presente e futuro, mas a deixou escapar num pretérito mais-que-perfeito e só agora vê que a perdeu por conta de suas próprias imperfeições e não das dela!

Mas relacionamento é assim, muitas vezes deixamos passar pessoas incríveis que aparecem porque não estamos dispostos ou preparados para nos entregar e só percebemos depois, quando talvez já seja tarde.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s