A SEPARAÇÃO

tumblr_static_ilustra____es-para-blog-postagens-designer-layouts-ursos-garotas-casais-fofos-arte-desenhos-princesas-super-mario-bros-peach-garotas-garotos-passaros-nerds-feras

imagem: mabysworld.tumblr.com

Passaram anos juntos, eram a metade um do outro, as pessoas já se referiam a eles como uma pessoa só: – “vamos chamar a Julia e o Sandro”; “que Sandro, o da Julia?”; “a irmã da Julia e do Sandro vai ser mãe” -, essas coisas que fazemos comumente.

Como começaram bem cedo a namorar, um era a referência para o outro, já se sentiam da família um do outro, os planos de um e de outro já se confundiam e talvez exatamente isso que tenha atrapalhado.

Quando ela começou a cobrar por resultados, não é que ela não acreditava nos sonhos dele, mas que ela também tinha  os dela para realizar, morarem juntos era um deles, viajarem mais era outro, enquanto ele era idealista, não se contentava com um trabalho normal, tinha o sangue artístico em suas veias e sabia que iria estourar, só não sabia quando.

Por mais que ela soubesse disso, acreditasse nisso, os sonhos dela tinham prazo pra acontecer, o dele não, poderia acontecer depois de velho que ele não ligaria. Estava feliz do jeito que estava. Ela não.

Ela cobrava, ele reclamava.

De vez em quando um chamado para um show aqui outro ali e a expectativa – “agora vai”; “vou decolar” -, mas nada.

Ela passou a crescer na profissão, ganhou status e cargo de diretora de assessoria de imprensa e pensou:  – “agora posso ajudá-lo com contatos” -, e assim o fez.

Mas parecia que ele fazia questão de não correr atrás, ficava dependendo de promessas de empresários e furava com os contatos dela, ela sonhava os sonhos dela e dele, mas parecia que ele não fazia o mesmo.

Brigavam, choravam, se entristeciam.

Até que ele a chamou pra conversar. Estava cansado. Cansado das cobranças, cansado dela pressionar para morarem juntos, cansado dela reclamar que eles nunca podiam viajar porque ele não tinha grana, cansado dela dizer que ele ficava direto no bar, ora, se ficava no bar o problema era dele. No fim ainda disse: – “só tem tentado me ajudar porque quer que a gente more logo juntos, não pensa nos meus sonhos, só nos seus.”

Ela desacreditou. Perguntou se estava louco. Não entendeu de onde vinham aquelas palavras. Era outra mulher? Podia falar que ela aguentaria. Ele disse que não, que não era, mas que estava de saco cheio das brigas deles.

Desmancharam. Ela chorou, chorou copiosa e convulsivamente. Sofreu. Colocou indiretas no facebook pra tentar atingi-lo, pra que ele se arrependesse e voltasse. Beijou outras pessoas de olhos bem fechados para não lembrar dele e muito menos olhar para outros olhos e perceber que não eram os dele. Mas superou, superou tudo isso e foi ser feliz.

Meses depois conheceu um carinha num curso yoga, trocaram palavras, telefones e depois beijos, se apaixonaram. Não chegaram a viajar o mundo todo, mas rodaram bastante e se divertiram demais.

Relutaram antes de morarem juntos, mas desde o primeiro dia parecia que eram feitos para estarem por perto um do outro.

E os sonhos dela já eram outros, ela queria morar fora do país por uns dois anos fazendo trabalho humanitário e ele abraçou a ideia. Ele queria morar no Nordeste, ela topou. Ambos queriam filhos.

Quando voltavam para o país depois dos quase dois anos de trabalho social em Teerã, ela viu um cartaz desses lambe-lambe nas ruas de Fortaleza, onde moravam agora. Era seu ex, conseguira lançar seu trabalho depois de quase quatro anos.

Ela olhou mais uma vez para a foto, viu o rosto alegre do ex na foto e imaginou a êxtase dele naquele momento. Ela sorriu pra si mesma e ficou feliz por ele, ela sabia que um dia ele iria alcançar o sonho dele como ela já alcançara os dela. Não sentiu saudade, não sentiu raiva, muito menos mágoa, ela apenas pensou – “se soubesse que a separação faria tão bem pra nós dois em tão pouco tempo, não teria nem perdido meu tempo chorando”.

A vida é feita de ciclos e às vezes não entendemos o porquê eles têm que se fechar, mas pode ter certeza, a cada lágrima que o fim de um ciclo derrama, há um milhão de sorrisos pelos que estão por vir, é só esperar, desfrutar e ser feliz!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s