TODOS PRECISAM DE COISAS BOBAS

camiseta-infantil-do-BOB

Imagem: elo7.com.br

Dia dos Pais, ganho dois presentes do meu filho, um escolhido pela mãe dele e o outro por ele mesmo. Detalhe, meu filho tem 05 anos de idade.

Abro o que a mãe dele elegeu: um jogo com quatro taças de vinho. Apesar de distantes por mais de cinco anos, um presente com bom gosto e que adorei. Olhei para o presente que meu filho “comprara” e vagarosamente fui abrindo o pacote tentando imaginar o que seria.

Realmente não dava para esperar algo muito diferente: uma camiseta amarela com uma enorme estampa do Bob Esponja, famosa personagem de desenhos animados da TV.

– Olha, Pai, o Bob Esponja! Gostou?! – perguntou docilmente Pedro Henrique.

Naquele microssegundo na cabeça – como na de qualquer pai ou mãe numa situação análoga -, pensei que obviamente seria desconfortável andar com aquilo ali, mas na real, eu tinha adorado. Tinha tudo a ver com ele, era um sinal de que ele me permitia habitar seu mundo e que fazia parte de sua fantasia, de suas brincadeiras. Aquele presente não era para trabalhar, era algo lúdico e assim que eu teria que considerar. E com esse pensamento respondi sinceramente:

– Adorei, filho, foi o melhor presente que você poderia ter me dado!

Ele sorriu e me abraçou!

A moda atualmente é falar em desapego, gratidão, minimalismo, mas, vamos combinar, é muito difícil por em prática tudo isso. Problemas, discussões, lamentos, amarguras, arrependimentos, angústia, mau humor e, por que não, tristeza são palavras que sobrevoam nossas vidas.

Apesar de repetirmos que precisamos de menos para sermos mais felizes, ao mesmo tempo buscamos nos afastar do que nos remete à simplicidade ou a algo mais puro ou inocente.

É uma convenção social absoluta que adulto bom é adulto com jeito mais sério ou com sobriedade ou lacônico. Aquele sujeito mais brincalhão é imaturo, bobo, infantil.

Estar de bom humor diante de um problema mas resolvê-lo por vezes parece muito mais contraproducente do que ficar sério e não fazer nada para solucioná-lo.

Porque ninguém admite que uma algo desagradável seja tratada com leveza ou gracejo; o comportamento aceito é cara amarrada para o problema ainda que não consiga dirimi-lo, porque a sociedade acredita que ser jocoso é inversamente proporcional a ser responsável.

Ser espirituoso é estar despreocupado com as obrigações da vida para a nossa sociedade, o que pra mim, é inaceitável.

Por pontos de vista como estes,  às vezes fico me questionando se o mundo não precisaria de mais coisas bobas na vida. Sim, coisas bobas mesmo, como andar para lá e para cá com uma camiseta amarela do Bob Esponja!

Coisas que me fariam chorar de tanto rir, coisas que despertariam o riso de um desconhecido à sua volta, pequenos gestos que fariam alguém sorrir pra você, demonstrações de bom humor que contagiariam até o mais resmungão dos amigos, coisas assim!

Juro que não acredito que a vida seja viver desordenadamente entre decepções, tropeços e infelicidade, tenho plena consciência que estamos desperdiçando muita energia com o que tem pouca importância e deixando de lado as coisas mais lindas, mais simples, mais bobas…

Só que pra isso, precisamos nos permitir, permitir que este lado mais pueril renasça, precisamos resgatar e acreditar que as coisas mais bobas do mundo valem tanto à pena quanto um cliente conquistado no fim do dia ou uma venda bem feita para receber mais comissão no fim do mês.

Todos sabemos disso, todos repetimos isso, está aí, em todas redes sociais, nas palavras das pessoas e até nesse texto, só não praticamos, não nos disciplinamos para tanto.

Viver é um diálogo constante com a felicidade, basta escolhermos com que humor queremos conversar e colhermos o resultado, pois tenho certeza que ela preferirá as coisas bobas da vida a lamentações.

Enquanto isso não acontece, vou continuar desfilando com a minha camiseta do Bob Esponja e vou desfilar amarradão!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s