TUDO ACONTECE EM ELIZABETHTOWN

elizabethtown_2000

Imagem: ilustração do filme “Tudo acontece em Elizabethtown”

O título é o nome de um filme de Orlando Bloom que, após um fracasso profissional, retorna para sua cidade natal, Elizabethtown, para acompanhar o velório do pai.

Tal qual o personagem do filme, eu tenho vivido em Elizabethtown, mas uma outra bem diferente da dele.

Desde que a conheci me encantei com sua dedicação, fosse pelos interesses pessoais, fosse profissionais e até para ajudar seus amigos. É raro hoje em dia ver alguém tão disposto a ajudar e estar presente.

Com o tempo passei a conviver mais, me aproximar mais, e consequentemente a admirar mais. Foi fácil me apaixonar perdidamente por tudo que ela representa.

Hoje me sinto vivendo para vê-la feliz, como se eu morasse numa pequena cidade em homenagem a ela e tudo fosse voltado para fazê-la sorrir, ela é minha Elizabethtown!

Acordo e já penso: “será que ela dormiu bem?”; vou para academia querendo ficar bonito pra ela; tomo minhas decisões do dia-a-dia sempre imaginando se vou agradá-la: “será que ela vai gostar?”; planejo viagens, futuro, filhos; ouço seus conselhos, corrijo meus erros e relato meus segredos para que ela saiba tudo de mim.

Na minha Elizabethtown, o Sol é mais brilhante, a Lua é sempre cheia, a chuva só aparece para compor a cena um beijo romântico e não há tempestades, nem climáticas, nem emocionais, só clima e vibração incríveis!

Elizabethtown é florida, cheia de vida, cheia de sorrisos, lá as crianças não choram de tristeza e muito menos os animais são maltratados.

É fácil caminhar pelas suas ruas bem sinalizadas, e é uma delícia dirigir por suas estradas sinuosas, cheias de curvas, como se estivesse guiando as mãos em seu corpo.

Mas não é fácil convencer Elizabethtown de que seus moradores estão satisfeitos com a cidade, ela sempre quer melhorar mais e mais, porque é perfeccionista, mas não sabe que já é mais que perfeita em tudo que faz.

Lá a gente aprende desde pequeno o que é respeito com o próximo, porque ela te respeita muito. Aliás, ela cobra não só respeito, mas também sinceridade, pois escancara tanto a administração da sua vida que se pode acreditar de olhos vendados em suas palavras.

Em Elizabethtown eu aprendi o que é compromisso, o que é parceria, e descobri que assim fica muito mais fácil se lançar para pessoa porque você tem certeza que a fará o mesmo por você.

Na cidade, sempre tem apresentação de trapezistas, desses de circo, para compreendermos que se você quer que o outro se jogue, você tem que estar lá, se dispondo a segurá-lo em seus braços, e ele tem que confiar que você estará lá para agarrá-lo,  sem titubear, sem hesitação,  sem nenhuma dúvida.

Todos os dias parece que é um exercício de sedução, pois te cativa, te alimenta de paixão, como se quisesse te conquistar eternamente para que soubesse que em Elizabethtown as relações são para sempre.

Foi em Elizabethtown que aprendi o que é o amor porque é impossível não amá-la, não se pode resistir a seu indefectível jeito de amar e você sequer resistir, quer se embrenhar em seus sentimentos e se envolver num relacionamento indelével, perene!

Assim é a vida em Elizabethtown, e espero viver por anos lá, pois com toda certeza sou seu morador mais feliz e farei de tudo para dar a mesma felicidade a ela.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s